Notícia

Após sete meses de espera, renasce a esperança na vida de Rosa Muianga

Distribuição de kits de protecção em Massaka

Depois de sete meses sem receber o subsídio social básico, a chama de esperança renasceu na vida de Rosa Muianga, beneficiária do Programa Subsídio Social Básico (PSSB) residente na comunidade de Massaca 1, distrito de Boane, província de Maputo. Rosa vive com seu filho Salvador de 40 anos de idade, também beneficiário do PSSB. Salvador ficou deficiente físico há 10 anos por conta de um atropelamento que sofreu de um veículo automóvel.

Esta família vive numa situação de extrema vulnerabilidade e somente conta com o subsídio social básico para sua sobrevivência. Vários são os dias que Salvador e sua mãe passam na incerteza do que vão comer no dia seguinte.

“Eu tenho que pagar 200 meticais no local onde carto água, quando não tenho este dinheiro percorro quilómetros até ao rio para ter água, alias, isso aconteceu estes meses que fiquei sem receber o subsídio” Disse Rosa.

Rosa e seu filho vivem numa casa improvisada de chapas de zinco. Quando chove, as dificuldades são acrescidas. Um pouco de tudo falta neste casa incluindo condições sanitárias.

Em tempos de Covid-19, onde se recomenda medidas como a lavagem constante das mãos com água, sabão ou cinza, várias são as pessoas nesta comunidade sem capacidades para obter esses recursos. Neste sentido, a PSCM-PS, com o apoio da União Europeia através do Programa aos Actores Não Estatais (PANNE II) e a Oxfam através do programa Agir financiado pela embaixada da Suécia, nas suas acções de combate a propagação do Coronavírus procedeu com a distribuição de kits de higienização e protecção contra a covid-19 (máscaras e caixas de sabão) aos beneficiários do PSSB da comunidade de Massaca, bem como, a distribuição de viseiras e máscaras para os técnicos do Instituto Nacional de Accão Social – Delegação Provincial de Maputo.

Este apoio coincide com o pagamento do subsídio social básico nesta delegação. Sérgio Falange, Director Executivo da PSCM-PS defendeu na ocasião que é necessário haver uma coordenação entre os vários sectores do Governo para tornar a Assistência Social mais adequada para os beneficiários, principalmente neste período de pandemia do coronavírus.

Últimas Notícias

Newsletter

Receba notícias directamente no seu e-mail.
Desenvolvido pela SOCIAL Mozambique